A Umbanda: Uma Religião Brasileira de Cura e Espiritualidade

A Umbanda é uma religião que afunda suas raízes nas culturas africana, indígena e também no espiritismo kardecista. É uma prática religiosa que honra e cultua os Orixás, entidades espirituais que são divindades representativas da natureza e dos elementos.

Com uma história mesclada de resistência e adaptação, a Umbanda foi desenvolvida no Brasil, sobretudo no Rio de Janeiro, durante a primeira metade do século XX. Apesar de ter sido inicialmente marginalizada e enfrentado perseguições, hoje a Umbanda é uma religião reconhecida e respeitada em todo o país.

O termo “Umbanda” tem origem na língua bantu, falada em Angola, e significa “cura” ou “magia”. Essa definição reflete o objetivo principal da Umbanda, que é proporcionar a cura espiritual e física, além de promover o crescimento espiritual dos seus praticantes através da comunicação com os espíritos e Orixás

Table of Contents

Espiritualidade na Umbanda

A Umbanda é uma religião brasileira que se caracteriza pela sua forte espiritualidade e conexão com o divino. Através de seus fundamentos e práticas, a Umbanda permite que seus seguidores desenvolvam uma profunda relação com o mundo espiritual.

Base espiritual da Umbanda

A espiritualidade na Umbanda é fundamentada em princípios como o amor, a caridade e a busca pelo equilíbrio espiritual. A religião acredita na existência de um Deus único, que se manifesta de diferentes formas através dos Orixás e entidades espirituais.

A importância da fé e devoção na prática umbandista

A Umbanda enfatiza a importância da e da devoção como elementos fundamentais na prática religiosa. Através da crença nas entidades espirituais e dos rituais de culto, os umbandistas fortalecem sua conexão com o divino e encontram inspiração para enfrentar os desafios da vida.

A busca pelo autoconhecimento e conexão com o divino

A espiritualidade umbandista incentiva seus seguidores a buscar o autoconhecimento e a conexão com o divino. Através de práticas como a meditação, o estudo dos ensinamentos espirituais e a participação em rituais e cerimônias, os umbandistas encontram meios de aprofundar sua espiritualidade e expandir sua consciência.

  • A meditação é uma prática comum na Umbanda, permitindo aos praticantes encontrar um estado de paz interior e reduzir o estresse.
  • O estudo dos ensinamentos espirituais proporciona aos umbandistas um maior entendimento dos princípios e valores da religião.
  • Os rituais e cerimônias oferecem momentos de conexão com o divino e a oportunidade de receber orientação espiritual.

Através da busca pelo autoconhecimento e conexão com o divino, os umbandistas encontram um caminho de evolução espiritual e transformação pessoal.

Crenças e práticas religiosas

A Umbanda é uma religião que possui crenças e práticas únicas, que refletem sua espiritualidade e conexão com o mundo espiritual.

Crenças centrais da Umbanda

  • A Umbanda acredita na existência de um Deus único, que é conhecido como Olorum.
  • Os umbandistas também acreditam na existência de outras entidades espirituais, como os Orixás, guias espirituais e os espíritos de luz.
  • A Umbanda acredita na interação entre o mundo espiritual e o mundo físico, e na importância da mediunidade para estabelecer essa conexão.

O papel dos guias espirituais na religião umbandista

Na Umbanda, os guias espirituais desempenham um papel fundamenta. Eles são considerados intermediários entre os seres humanos e as entidades espirituais superiores.

Rituais e práticas comuns na Umbanda

A Umbanda possui diversos rituais e práticas religiosas que são realizados para estabelecer a conexão com o mundo espiritual e obter orientação e cura. Alguns dos rituais comuns incluem:

  • Giras de incorporação, onde os guias espirituais incorporam nos médiuns e transmitam mensagens e orientações.
  • Oferecimentos de alimentos e bebidas aos guias espirituais, como forma de agradecimento e fortalecimento da energia espiritual.
  • Pontos cantados e dançados, que são canções e danças específicas que são executadas para invocar a presença e energias positivas.
  • Trabalhos de caridade e assistência aos necessitados, como forma de praticar os valores éticos da Umbanda.

Relação com a natureza

A Umbanda possui uma relação profunda e respeitosa com a natureza. Para os umbandistas, a natureza é considerada sagrada e possui grande significado espiritual.

A. Significado da natureza na Umbanda

Na Umbanda, a natureza é vista como a manifestação divina e é reverenciada como um espaço de conexão com o sagrado. Acredita-se que os elementos da natureza possuem energias e vibrações espirituais, sendo capazes de influenciar diretamente nas práticas e rituais da religião.

B. Sacralização de elementos da natureza

Dentro da Umbanda, diversos elementos da natureza são considerados sagrados e são utilizados em rituais e cerimônias. Os rios, árvores, pedras e plantas são considerados moradas de entidades espirituais e são reverenciados como símbolos de vida e vitalidade.

C. Importância do respeito e preservação ambiental na Umbanda

A Umbanda preza pela preservação ambiental e pelo respeito a todos os seres vivos. Os umbandistas acreditam na interdependência entre todos os elementos da natureza e na necessidade de preservarmos o equilíbrio e harmonia do planeta.

Através de práticas de sustentabilidade e conscientização, a Umbanda busca conscientizar seus seguidores sobre a importância de cuidarem do meio ambiente e de todas as formas de vida que nele habitam.

Ancestralidade e culto aos antepassados

A Umbanda valoriza a conexão com os antepassados e reconhece a importância de honrar e respeitar aqueles que vieram antes de nós.

A relação com os antepassados na Umbanda

Na Umbanda, acredita-se que os antepassados continuam presentes em nossas vidas e que temos a capacidade de nos conectar com eles espiritualmente. É comum encontrar altares dedicados aos ancestrais nos terreiros de Umbanda.

Honra e respeito aos ancestrais

No culto aos antepassados, é fundamental honrar e respeitar aqueles que vieram antes de nós. A Umbanda enaltece a importância da gratidão e reconhecimento pela herança deixada pelos nossos antepassados.

A prática do culto aos antepassados na Umbanda

Dentro da Umbanda, existem diferentes formas de praticar o culto aos antepassados. Alguns terreiros realizam rituais específicos nos quais são chamados os espíritos ancestrais para incorporação e comunicação com os fiéis. Outros realizam oferendas, como alimentos e bebidas, para homenagear seus antepassados.

Orixás (entidades espirituais)

Os Orixás são entidades espirituais de extrema importância na Umbanda. Eles são considerados como divindades ou intermediários entre o mundo espiritual e os fiéis umbandistas.

A. Definição e importância dos Orixás na Umbanda

Os Orixás são considerados forças primordiais que governam o universo e representam aspectos da natureza, personalidades e características humanas. Eles são cultuados e venerados pelos praticantes da Umbanda, pois acredita-se que possuem o poder de auxiliar e orientar os fiéis em suas vidas.

B. Principais Orixás e suas características

  • Oxalá: representa a paz, a sabedoria e a justiça.
  • Xangô: representa a justiça, a virilidade e a coragem.
  • Ogum: representa a guerra, a proteção e a superação de obstáculos.
  • Iansã: representa a liberdade, a força e o poder da transformação.
  • Oxum: representa a fertilidade, a beleza e o amor.
  • Iemanjá: representa a maternidade, a proteção e a sabedoria.
  • Nanã: representa a sabedoria ancestral, o respeito pelos mais velhos e a transição entre a vida e a morte.

C. Como os Orixás se relacionam com os fiéis umbandistas

Os fiéis umbandistas acreditam que os Orixás podem se manifestar através dos médiuns durante as cerimônias e rituais. Essa manifestação é conhecida como “incorporação” e permite que os Orixás comuniquem suas mensagens e orientações aos fiéis. Através dessa comunicação, os Orixás oferecem proteção, cura espiritual, aconselhamento e auxílio em diversas áreas da vida dos praticantes da Umbanda.

Mediunidade e comunicação com o mundo espiritual

Na Umbanda, a mediunidade ocupa um papel fundamental, pois é através dela que os praticantes estabelecem contato com o mundo espiritual. A mediunidade é uma capacidade especial presente em algumas pessoas, que as permite serem intermediárias entre o plano terreno e o espiritual.

A. Exploração dos diferentes tipos de mediunidade na Umbanda

Existem diversos tipos de mediunidade na Umbanda, cada um com suas características específicas. Alguns exemplos são:

  • Mediunidade de incorporação: quando o médium permite que um espírito se manifeste em seu corpo, utilizando sua voz e expressões físicas.
  • Mediunidade de clarividência: capacidade de ver espíritos e energias sutis com os olhos da mente.
  • Mediunidade de cura: habilidade de canalizar energias de cura para ajudar na recuperação física e espiritual de pessoas.
  • Mediunidade de psicografia: aptidão para escrever mensagens ditadas por espíritos desencarnados.

B. Como é realizada a comunicação com o mundo espiritual

A comunicação com o mundo espiritual ocorre durante as sessões espirituais realizadas nos terreiros de Umbanda. Os médiuns se preparam através de rituais de limpeza e proteção, visando abrir seus canais para receber as mensagens dos espíritos.

Durante as sessões, os médiuns incorporam entidades espirituais, que utilizam seus corpos como instrumentos para transmitir suas mensagens e orientações. Essas mensagens podem ser direcionadas a pessoas presentes na sessão, visando aconselhamento espiritual, cura ou orientações sobre questões específicas.

C. O papel do médium na Umbanda

O médium é um intermediário entre o mundo físico e o espiritual na Umbanda. É sua responsabilidade desenvolver suas habilidades mediúnicas, buscando um constante aprimoramento espiritual.

O médium também desempenha um papel importante na realização das cerimônias e rituais umbandistas, sendo responsável por incorporar os espíritos de luz e trabalhar em conjunto com eles para promover a cura, o aconselhamento e o auxílio espiritual aos praticantes.

Rituais e cerimônias

Os rituais e cerimônias desempenham um papel fundamental na prática da Umbanda. São momentos sagrados em que os adeptos se conectam com as entidades espirituais e buscam a realização de seus objetivos e a busca pelo equilíbrio espiritual.

Principais rituais e cerimônias da Umbanda

Na Umbanda, existem diversos rituais e cerimônias realizados com o intuito de estabelecer uma conexão entre os seres humanos e o mundo espiritual. Alguns dos principais rituais e cerimônias da Umbanda são:

  • Gira de Exu: é um ritual de invocação e comunicação com as entidades Exu, consideradas guardiãs dos terreiros de Umbanda;
  • Gira de Caboclo: é um ritual destinado à comunicação e incorporação das entidades Caboclos, que representam a força ancestral e a ligação com a natureza;
  • Gira de Pretos Velhos: é um ritual dedicado a homenagear e receber as entidades Pretos Velhos, que representam a sabedoria ancestral e a busca pela cura espiritual;
  • Sessões de cura: são cerimônias específicas realizadas com o intuito de trabalhar emocionalmente, espiritualmente e fisicamente o adepto;
  • Oferendas: são rituais em que são oferecidos alimentos, bebidas e outros objetos simbólicos às entidades espirituais, como uma forma de agradecimento e fortalecimento dos laços de comunicação.

Símbolos e objetos utilizados nos rituais

Os rituais da Umbanda são marcados pela presença de diversos símbolos e objetos sagrados, que têm o objetivo de fortalecer a conexão entre os seres humanos e o mundo espiritual. Alguns dos principais símbolos e objetos utilizados nos rituais da Umbanda são:

  • Pontos riscados: são desenhos que representam as entidades espirituais e são utilizados para estabelecer conexões e proteção durante os rituais;
  • Guias: são colares ou pulseiras feitos de contas coloridas que representam as entidades espirituais e são utilizados como amuletos de proteção;
  • Instrumentos musicais: como atabaques, agogôs e ganzás, são utilizados para conduzir a energia durante os rituais;
  • Ervas e defumação: são utilizadas para purificar o ambiente e as pessoas, além de atrair boas energias durante os rituais;
  • Velas e velas coloridas: representam a luz espiritual e são utilizadas para invocar e homenagear as entidades espirituais.

Importância dos rituais para a religião umbandista

Os rituais desempenham um papel central na religião umbandista. Além de fortalecer os laços entre os adeptos e as entidades espirituais, os rituais proporcionam momentos de reflexão, cura espiritual e busca por equilíbrio emocional. Através dos rituais, os adeptos da Umbanda buscam a conexão com o divino e a manifestação das entidades, além de fortalecerem sua fé e devoção na religião.

Sincretismo religioso

O sincretismo religioso na Umbanda é uma característica marcante dessa religião, que combina elementos de diferentes tradições espirituais, como o catolicismo e o espiritismo, entre outros.

Por meio do sincretismo, a Umbanda consegue unir crenças, práticas e rituais de diferentes religiões, adaptando-os para suas próprias necessidades e objetivos.

Relações entre a Umbanda e outras religiões

Uma das principais relações entre a Umbanda e outras religiões é com o catolicismo. Muitos umbandistas também são católicos e participam de ritos e festas católicas, como a Festa de Iemanjá, que ocorre tradicionalmente em 2 de fevereiro.

Além do catolicismo, a Umbanda também possui uma forte relação com o espiritismo. Muitos dos princípios doutrinários e práticas mediúnicas da Umbanda têm origem no espiritismo.

Como o sincretismo influencia as práticas e crenças umbandistas

O sincretismo religioso na Umbanda influencia de forma significativa suas práticas e crenças. A partir da fusão de diferentes tradições religiosas, a Umbanda construiu uma identidade única, mesclando elementos das religiões afro-brasileiras, indígenas, católicas e espíritas.

Essa fusão resultou em uma religião que reconhece diferentes entidades espirituais, como orixás, guias espirituais e santos católicos, e utiliza rituais e práticas de cura, como a defumação e a benção com água e ervas sagradas.

O diálogo entre diferentes vertentes religiosas na Umbanda

Na Umbanda, há um diálogo constante entre diferentes vertentes religiosas. Umbandistas de diferentes tradições e crenças se encontram e compartilham seus conhecimentos e práticas, enriquecendo assim a religião.

Esse diálogo permite que diferentes vertentes religiosas convivam e aprendam uns com os outros, fortalecendo a união e a harmonia dentro da Umbanda.

Filosofia de vida e valores éticos

A Umbanda é uma religião que busca não apenas promover a espiritualidade, mas também orientar seus seguidores em relação aos princípios e valores que devem nortear sua vida. Essa filosofia de vida e os valores éticos são fundamentais para que os umbandistas possam viver de acordo com os preceitos da religião.

Princípios e valores no contexto umbandista

No contexto umbandista, existem diversos princípios e valores que são considerados fundamentais para uma vida ética e harmoniosa. Entre eles, destacam-se:

  • Respeito: O respeito é um dos valores mais importantes na Umbanda. Ele deve estar presente nas relações entre os membros da religião, assim como na forma como os umbandistas se relacionam com a natureza, os antepassados e os Orixás. O respeito é fundamental para manter a harmonia e o equilíbrio.
  • Tolerância: A Umbanda ensina a importância da tolerância, ou seja, o respeito e a aceitação das diferenças. Os umbandistas são encorajados a não julgar ou discriminar o próximo por suas crenças, origem étnica, orientação sexual, entre outros aspectos. A tolerância é fundamental para promover a paz e a união entre todos.
  • Honestidade: A honestidade é valorizada na religião umbandista. Os umbandistas são orientados a agir de forma honesta e íntegra, tanto em suas relações pessoais quanto em suas atividades profissionais. A honestidade é importante para construir relações de confiança e para viver de acordo com os princípios da religião.
  • Solidariedade: A Umbanda prega a importância da solidariedade e da ajuda ao próximo. Os umbandistas são incentivados a praticar a caridade e a estender a mão a quem precisa. A solidariedade é uma forma de expressar o amor ao próximo e de contribuir para a construção de um mundo melhor.

A importância da caridade e do amor ao próximo na Umbanda

Na Umbanda, a caridade e o amor ao próximo são valores essenciais. A religião prega que a prática da caridade é uma forma de colocar em ação os ensinamentos espirituais, buscando o bem-estar e a felicidade de todos. Os umbandistas são encorajados a ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade, seja por meio de doações, apoio emocional ou auxílio material.

O amor ao próximo também é valorizado na Umbanda. Os umbandistas são ensinados a amar e respeitar o próximo como a si mesmos, reconhecendo a presença divina em cada ser humano. Esse amor ao próximo não se limita apenas aos membros da religião, mas se estende a todas as pessoas, independentemente de sua origem, religião ou condição social.

A busca pela evolução espiritual e moral na filosofia umbandista

Na Umbanda, a busca pela evolução espiritual e moral é considerada um objetivo de vida. Os umbandistas acreditam que cada ser humano possui um espírito eterno em constante evolução, e que é através das experiências terrenas que podemos aprender lições importantes e evoluir espiritualmente.

Para alcançar essa evolução espiritual, os umbandistas são orientados a cultivar valores como a humildade, o respeito, a gratidão, a paciência e a compaixão. Esses valores auxiliam no desenvolvimento moral e tornam o indivíduo mais apto a viver em harmonia consigo mesmo e com o mundo ao seu redor.

A filosofia umbandista também ensina que a evolução espiritual está diretamente relacionada à prática da caridade e ao amor ao próximo. Ao auxiliar aqueles que estão em dificuldades, os umbandistas têm a oportunidade de evoluir espiritualmente, aprendendo a exercitar valores como o desapego, a generosidade e a compreensão.

Hierarquia e organização interna

A Umbanda possui uma estrutura hierárquica interna que é fundamental para o funcionamento da religião.

Estrutura hierárquica dentro da Umbanda

Dentro da Umbanda, existe uma divisão de papéis e responsabilidades que são atribuídos aos membros da religião. Essa estrutura hierárquica é composta por diferentes níveis de liderança.

  • Dirigente Espiritual: É o responsável pelo terreiro umbandista e pela condução dos rituais e cerimônias religiosas. É considerado um guia espiritual e possui uma conexão direta com as entidades espirituais.
  • Pai/Mãe de Santo: São os líderes religiosos que possuem um conhecimento extenso sobre a Umbanda e são responsáveis por orientar os demais membros da religião. Eles possuem a capacidade de incorporar entidades espirituais e são intermediários na comunicação entre o mundo espiritual e o mundo físico.
  • Ogãs e Baianas: São os responsáveis por auxiliar nas atividades e rituais dentro dos terreiros umbandistas. Os ogãs cuidam dos instrumentos musicais e das cantigas, enquanto as baianas cuidam das comidas e bebidas oferecidas aos espíritos.
  • Médiuns: São os membros da religião que possuem a capacidade de incorporar entidades espirituais e servir como canal de comunicação entre o mundo espiritual e o mundo físico. São eles que recebem as mensagens e orientações dos guias espirituais.

Papéis das lideranças religiosas na organização da religião

As lideranças religiosas exercem um papel fundamental na organização da Umbanda. Eles são responsáveis por guiar os membros da religião, preservar as tradições e ensinamentos, além de conduzir os rituais e cerimônias. Também são responsáveis por promover a união e o respeito dentro da comunidade umbandista.

Organização sistêmica dos terreiros umbandistas

Os terreiros umbandistas são organizados de forma sistêmica, seguindo uma série de regras e normas estabelecidas pela liderança religiosa. Cada terreiro possui suas próprias diretrizes, mas existem elementos comuns em todos eles, como o altas de santo, local sagrado onde são realizados os rituais, a mesa de trabalho, onde são colocados os elementos para as entidades espirituais, e o congá, onde são colocadas as imagens dos orixás.

Atuação social e caridade

A Umbanda é uma religião que preza pelo auxílio ao próximo e pela prática da caridade. A atuação social e o cuidado com o bem-estar coletivo são valores fundamentais para os umbandistas.

Os projetos sociais e ações de caridade promovidos pela Umbanda são extremamente importantes para ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade. Através dessas iniciativas, a comunidade umbandista busca levar amor, solidariedade e auxílio material para as pessoas que necessitam.

O umbandista, guiado pelos princípios da religião, desempenha um papel ativo na sociedade. Eles são incentivados a se envolver em projetos sociais, doando tempo, recursos e conhecimento para ajudar a construir um mundo mais justo e igualitário.

A contribuição da Umbanda para o bem-estar coletivo vai além da assistência material. A religião também busca promover a inclusão social, o respeito e a valorização das diferenças. Através de suas práticas e ensinamentos, a Umbanda incentiva a solidariedade e o respeito mútuo como forma de construir uma sociedade mais harmoniosa.

Reencarnação e evolução espiritual

Na Umbanda, a crença na reencarnação é fundamental para compreender o ciclo de evolução espiritual. Acredita-se que cada alma passa por diversas encarnações, com o objetivo de aprender, evoluir e alcançar a perfeição.

O conceito de evolução espiritual na religião umbandista está baseado na ideia de que, a cada vida, o indivíduo tem a oportunidade de desenvolver suas virtudes, superar seus defeitos e ampliar sua consciência. A partir das experiências vividas, a alma tem a chance de crescer espiritualmente e se aproximar da divindade.

A busca pela evolução espiritual ocorre por meio das experiências terrenas. A cada encarnação, a alma enfrenta desafios e provações, que são oportunidades de aprendizado e crescimento. Através do livre-arbítrio, o indivíduo tem a responsabilidade de fazer escolhas baseadas em valores éticos e morais, buscando sempre o bem e a elevação espiritual.

Templo de Umbanda

Um templo de Umbanda é um espaço sagrado utilizado para realização de rituais e cultos relacionados à religião Umbanda. É um local onde os praticantes se reúnem para conectar-se com as entidades espirituais e buscar orientação, cura e evolução espiritual.

No templo, são realizadas diversas práticas religiosas, como sessões mediúnicas, consultas a entidades espirituais, trabalhos de cura e harmonização, além de estudos e vivências espirituais. Cada templo possui suas próprias características e formas de organização, mas todos têm como objetivo proporcionar um ambiente de paz e acolhimento a todos os que buscam auxílio.

No interior do templo, encontra-se um espaço central, onde são realizadas as práticas e rituais. Esse espaço é especialmente preparado e decorado de acordo com as tradições da Umbanda, utilizando elementos como imagens de entidades, símbolos sagrados e objetos ritualísticos. Essa ambientação promove a conexão com as energias espirituais e facilita a comunicação entre os praticantes e os guias espirituais.

Elementos encontrados em um templo de Umbanda:

  • Gongá: um altar sagrado onde são dispostas imagens de entidades e outros elementos rituais;
  • Pemba: uma espécie de giz ritualístico utilizado para desenhar símbolos sagrados no chão;
  • Ervas e defumação: frequentemente utilizadas para purificar o ambiente e potencializar as energias espirituais;
  • Pontos cantados: músicas entoadas durante os rituais para saudar as entidades e elevar as vibrações do ambiente;
  • Banhos de ervas: utilizados para limpeza e energização do corpo e da aura;
  • Velas e incensos: simbolizam a luz e a conexão com o plano espiritual.

É importante ressaltar que o templo de Umbanda é um espaço sagrado que deve ser respeitado e frequentado com reverência e humildade. É um local que proporciona a conexão com as forças espirituais e auxílio para a jornada espiritual de cada indivíduo.

Se você deseja conhecer mais sobre a Umbanda e seus templos, é recomendável buscar informações específicas sobre cada casa e suas práticas, respeitando sempre as tradições e os ensinamentos dessa rica religião brasileira.

Conclusão:

Uma jornada de conhecimento sobre a Umbanda nos trouxe uma compreensão profunda sobre esta religião e filosofia de vida. Ao longo deste conteúdo, exploramos diferentes aspectos da Umbanda, desde sua espiritualidade até sua atuação social e caridade.

Relembrando os principais pontos abordados, destacamos a importância da espiritualidade na Umbanda, suas crenças e práticas religiosas. Além disso, a relação com a natureza e o culto aos antepassados são fundamentais para a compreensão desta tradição.

Os Orixás, entidades espirituais que desempenham um papel central na Umbanda, e a mediunidade, que permite a comunicação com o mundo espiritual, também foram explorados em detalhes.

Através dos rituais e cerimônias, a Umbanda oferece momentos de conexão profunda com o divino. E o sincretismo religioso, presente nesta religião, demonstra sua capacidade de se adaptar e se relacionar harmoniosamente com outras práticas e culturas.

A filosofia de vida da Umbanda, baseada em valores éticos e na evolução espiritual, nos inspira a buscar sempre a evolução pessoal e o bem-estar coletivo.

A hierarquia e organização interna da Umbanda garantem a perpetuação e a integridade desta tradição, que também se destaca por sua atuação social e caridade, demonstrando um genuíno compromisso com o próximo.

Concluímos, assim, que a Umbanda é muito mais do que uma religião, é uma filosofia de vida que nos convida a olhar para o divino dentro de nós e a reconhecer a diversidade e a relevância desta tradição no mundo atual.

Portanto, podemos afirmar que a Umbanda merece todo nosso respeito e reconhecimento como uma religião que busca a conexão com o sagrado, a evolução individual e a promoção do bem comum.

Visão Geral da Umbanda:

o que é umbanda
qual a diferença entre candomblé e umbanda
umbanda macumba
o que é preceito na umbanda

Entidades e Orixás:

entidades umbanda
guias umbanda
eres umbanda
caboclo umbanda
boiadeiro na umbanda
cigana umbanda
cosme damião umbanda
exu umbanda
ogum umbanda
xango na umbanda
oxossi na umbanda
iansã umbanda
iemanjá umbanda
maria padilha umbanda
Marinheiros na Umbanda
nanã umbanda
oxalá umbanda
oxumaré na umbanda
preto velho umbanda
são jorge na umbanda
são benedito na umbanda
são sebastião na umbanda
orixas umbanda
pontos de umbanda
símbolo da umbanda
guias umbanda significado cores
guia de ogum na umbanda

Práticas e Cerimônias:

casamento na umbanda
altar de umbanda
banho de alecrim umbanda
para que serve o banho de boldo na umbanda
batizado na umbanda
incorporação umbanda
gira de umbanda

Personalidades e Figuras Importantes:

zé pilintra umbanda
pai francisco umbanda
mariazinha umbanda

Miscelânea:

nossa senhora aparecida na umbanda
nossa senhora da conceição na umbanda
dia de ogum na umbanda
dia de xango na umbanda